Introdução ao Sagrado Feminino

O Sagrado Feminino é um conceito bastante mencionado atualmente. Você faz ideia do que se trata? Este post aborda o assunto de forma introdutória e de fácil compreensão para todos.

Não me sinto à vontade em dar uma definição para o Sagrado Feminino, visto que tudo que tentamos definir fica limitado à escolha de palavras que utilizamos e nem sempre transmitem o real significado. E o potencial espiritual feminino não pode ser colocado dentro de limites.

Em termos religiosos, é o que se entende por Mãe Divina, Virgem Maria, Pachamama, Mama Gaia, entre outras nomenclaturas. Mas em vez de falar em religião, vamos falar em espiritualidade. Melhor do que reproduzir ideias e histórias que alguém nos contou, é viver nossas próprias experiências e sentir com o coração. Estou falando da sensação de pertencer a algo superior ao que podemos enxergar com os olhos, da energia reconfortante que transborda ao caminhar pela floresta e escutar os sons da natureza, de perceber como somos ínfimos enquanto humanos ao observar a vastidão do céu estrelado.

goddess
Deusa (Imagem: Google)

O mundo caótico criado pelo Homem é de despertar questionamentos em qualquer um que tenha o mínimo de sensibilidade. Guerras sem sentido, degradação ambiental, inversão de valores… Neste mundo artificial, todos querem ter mais do que ser. A aparência parece importar mais que a essência.

Os sistemas religiosos e sociais dos últimos milhares de anos tiveram predominância patriarcal, elevando o Deus Pai acima da Mãe Terra e homens acima das mulheres. Mas há exceções – diversas culturas ancestrais louvavam a Deusa Mãe e viviam de forma mais igualitária, sustentável e pacífica. Nunca foi tão urgente resgatar as memórias perdidas dessas culturas matriarcais para nos inspirar a reconstruir valores para um mundo mais saudável e justo.

Em tempos de crise global, é necessário despertar o poder espiritual e o potencial criativo feminino. O feminino é a energia da criação, sem a qual não pode haver a concepção e o nascimento do novo. Para desconstruir o materialismo que está poluindo o planeta e corrompendo nossas almas, precisamos nos voltar ao núcleo de nosso Ser, onde o sagrado se manifesta, para encontrarmos a chave da transformação.

O Sagrado Feminino não se restringe a gêneros; as qualidades femininas existem tanto nas mulheres como nos homens. A conscientização do Princípio Feminino ajudará todas as pessoas a alcançarem saúde emocional, autoestima, equilíbrio e paz, aumentando os níveis de respeito, gentileza, tolerância e cordialidade, promovendo assim a harmonia mundial.

Em um contexto espiritual, honrar o Sagrado Feminino é valorizar Shakti, o princípio feminino, juntamente com Shiva, o princípio masculino, como aspectos interdependentes e fundamentais do Divino. Na Terra, é sobre respeitar e sanar nossa Mama Gaia, ou Pachamama, ou simplesmente Mãe Natureza. No sentido cultural, é reconhecer e respeitar a contribuição das mulheres em todas as esferas – ciências, artes, negócios, política –, bem como no lar e na comunidade. Honrar o Sagrado Feminino é valorizar as qualidades inatas da mulher, corpo, mente e alma, bem como apreciar as qualidades femininas nas pessoas de ambos os sexos.

Com a ascensão do Divino Feminino, a energia criativa Universal está propícia para expandirmos nossa consciência coletiva, desconstruirmos padrões negativos de pensar e agir e abrirmos nossos corações para o Amor incondicional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s